quinta-feira, 27 de maio de 2010

Universo ou Multiverso?

"Mas ignoramos também se isso que há será, com efeito, um todo, isto é, Universo, ou se porventura quanto há forma antes diversos todos, se é Multiverso." Ortega y Gasset, em «O que é a filosofia?»
Esta frase que aqui transcrevi foi escrita em 1929.
Indo agora para esta nossa década, ao pesquisar na internet sobre a ideia de Multiverso, percebi que, recentemente, a física e a cosmologia têm vindo a evoluir no sentido de prever não só um Universo mas vários. É já uma teoria, e que resultou da cosmologia moderna, da teoria da relatividade e da teoria (quântica) das cordas. No que chamam a teoria de tudo, o nosso Universo, e tal como era suposto antes desta teoria, é como uma bolha de sabão em expansão. A membrana da "nossa" bolha de sabão é o nosso Universo. Há no entanto outras bolhas de sabão, daí o nome Multiverso. "A génese ocorre continuamente num oceano de "Nirvana", as bolhas brotam deste oceano, e este mesmo é algo a que os físicos chamam hiper-espaço a 11 dimensões. Um Nirvana atemporal do qual nascem múltiplos Universos." Explica o físico Michio Kaku. Haveria assim uma série de Universos paralelos. Estes movem-se através da 11ª dimensão. Poder-se-ia assim explicar a matéria negra como possíveis Universos paralelos. Isto também poderia explicar os buracos negros. Quando ouvimos falar deles perguntamo-nos: para onde vai a matéria e energia toda que é absorvida por eles? A resposta segundo esta teoria seria para um buraco branco, que emite a matéria (em vez de a absorver), mas num universo paralelo. Este buraco branco expande muito rápido para acomodar toda aquela nova matéria e...terá sido isso a origem do "nosso" Big Bang? O "nosso" Universo poderia assim ter nascido a partir de um buraco branco, ligado por um "cordão umbilical" a um buraco negro de um Universo paralelo? Estão a tentar fazer universos "bebés", como lhes chamam, em laboratório. Seria também uma grande trabalheira, toda a física e cosmologia, baseada num só Universo, teria de ser revista...e teria grandes implicações filosóficas e científicas. Se a física for a mesma nesses universos, estaremos lá? Se não for, o que por lá estará? Seríamos apenas mais um de infinitos Universos... Uma nova revolução "Copérnica"? Chamam-lhe a Teoria M, M de Multiverso, de Membrana, de Mistério, de Mágica, de Mãe de todas as cordas, de Magnificiência, ou mesmo de "Madness"...


?

7 comentários:

  1. Esqueci-me de dizer que a imagem é do Escher, "Another World" ...

    ResponderEliminar
  2. Pois... realmente complicado... mas é esta a beleza da ciência, estar sempre a evoluir, a questionar! Grandes ideias... :)

    ResponderEliminar
  3. Olha mudar a letra depois acaba numa grande confusão porque os textos ficam com formatos diferentes... tenho uma solução fácil...seleccionar o texto e já se lê sem a alucinação...
    "See you in another life sister"

    ResponderEliminar
  4. Acho que isso não é lá muito prático... mas agora nos próximos posts tenta com outra letra ou com outro espaçamento...

    "See you in another life brother" ;)

    ResponderEliminar
  5. eheh ia dizer exactamente o mesmo quanto à letra, mas a solução já está dada! (;

    acho que o mais fantástico nisto tudo ainda reside no facto de usarmos a palavra infinito e no que ela nos proporciona ao pensamento

    ResponderEliminar
  6. não poderias ter dito melhor joana!
    gosto mesmo bastante de pensar nessa palavra...

    ResponderEliminar
  7. Ahah o (a) Avião de papel és tu Joanita ;)

    ResponderEliminar